Crescimento sustentável empresarial e sua importância

Ver a empresa crescendo é o maior orgulho de todo empreendedor. Observar cada vez mais resultados aparecendo, as vendas e contratos se confirmando e os números positivos se multiplicando é muito mais que um objetivo, é uma confirmação de boas práticas administrativas, decisões assertivas e do bom planejamento de gestão da empresa.

Entretanto, até mesmo algo positivo como o crescimento da empresa pode se transformar em pesadelo e a lua de mel com os resultados pode se tornar uma dor de cabeça caso o desenvolvimento ocorra de forma não planejada.

Crescer de forma desordenada e sem um bom plano a ser seguido, pode não ser saudável para a empresa a médio e longo prazo e pode acarretar na falência do negócio. Um grande aumento no volume de vendas, por exemplo, pode ter reflexos negativos caso seus custos variáveis sejam muito altos e pode ainda trazer problemas para a contabilidade com o tempo. Planos de contenção de crise, novas situações do mercado e problemas com processos internos da organização, são outros exemplos básicos de problemas que podem acabar aparecendo.

Estabelecer um planejamento de crescimento sustentável, que crie um ambiente favorável ao desenvolvimento da empresa, pense em resultados, trabalhe as informações de forma correta e auxilie nas melhores formas de tomada de decisão é essencial para evitar problemas como esses e é vital para pensar em um futuro cheio de objetivos alcançados.

Quando se fala em crescimento, ou desenvolvimento, sustentável, é muito comum associar diretamente ao crescimento que leva em conta as questões ambientais, sociais e culturais do meio em que a empresa está inserida. Entretanto, o crescimento sustentável de uma empresa não está ligado a esses fatores – pelo menos não diretamente, apesar de seguir uma lógica bastante parecida.

Nas empresas, além do termo tradicional ser bastante aplicado, também é possível nos apoiarmos na ideia de crescimento sustentável como um conjunto de práticas que assegurem o crescimento saudável e a longo prazo da empresa. Isso baseado em um planejamento que prevê a melhor forma de crescer sem comprometer o crescimento e as atividades atuais, que garanta um desenvolvimento inclusivo para todos e proporcione um equilíbrio entre investimentos e receitas.

Benefícios do crescimento sustentável

Ter um planejamento voltado ao crescimento sustentável da sua empresa garante que ela tenha um desenvolvimento de acordo com o que você espera e de forma que não prejudique a situação atual ou futura da organização. Todo o crescimento será sustentado em uma base, em condições que permitem que ele ocorra sem ferir os lucros e resultados de médio e longo prazo da empresa.

Como o crescimento ocorre de forma ordenada e baseado em condições reais, ele será saudável, não interferindo negativamente em sua lucratividade ou rentabilidade. Assim, é possível garantir muito mais longevidade para a organização, que traça um plano de desenvolvimento sem explorar seus recursos de forma errada e irresponsável, mantendo sempre um ambiente propício para mais crescimento a curto, médio e longo prazo.

Buscando o crescimento com o mínimo possível de gastos e de uso de recursos, a situação favorece a inovação, tanto de processos e atividades quanto de produtos e serviços. Assim, é possível aprimorar processos, facilitar tarefas e, principalmente, desenvolver melhorias a serem repassados aos públicos com que a empresa se relaciona.

Como proporcionar um crescimento sustentável para a sua empresa

Traçar estratégias que melhorem os processos e que diminuam gastos é o principal ponto para começar um planejamento de crescimento sustentável para a empresa. Não existem fórmulas específicas que garantam o sucesso para a organização. É preciso analisar a realidade em que se está inserido, identificar os objetivos e, a partir daí, pensar em ações que garantam um crescimento saudável da empresa a curto, médio e longo prazo.

Vender bem e fidelizar

Pensar em formas de diminuir custos onde não é óbvio, é uma boa estratégia para começar a favorecer uma melhor gestão dos recursos da empresa. Observar o comportamento dos seus clientes pode ser um bom começo. Identifiquem se eles continuam comprando seus produtos ou se trocam a sua marca por outras. Ter fiéis da marca é garantia de vendas e de produtos circulando.

Fidelizar garante a continuidade da compra e traz menos gastos e esforços para a empresa. Buscar novos clientes pode custar até sete vezes mais do que trabalhar com os já existentes.

Os clientes já não querem comprar produtos, eles buscam, cada vez mais, a solução de algum problema que possuem – e, às vezes, nem sabem dessa existência. Sua empresa precisa saber disso e transformar seus produtos em uma experiência de satisfação e realização do seu consumidor. Resolvendo os problemas do seu público, você cria confiança no relacionamento entre vocês e dá grandes passos em direção à fidelização.

Portanto, focar em vender uma experiência de sucesso para o seu cliente resulta na continuidade da compra e em uma base de clientes engajada, de confiança e disposta a colaborar com o sucesso da empresa. É necessário pensar em vender bem para vender mais.

Valorize o conhecimento e as informações

Um importante ponto para um crescimento sustentável é a valorização da gestão do conhecimento em sua empresa. Valorizar a sabedoria presente nos colaboradores é de grande importância para os processos e atividades da empresa.

Ninguém conhece a sua empresa, seu produto e seus clientes melhor do que você e as pessoas que trabalham na organização, não importa o nível hierárquico. Portanto, dar valor e aprimorar as pessoas que detêm informações importantes é vital para desenvolver bons planejamentos e traçar estratégias para alcançar futuros objetivos.

Ajudando pessoas a crescer, você garante ganhos únicos ao permitir que o conhecimento se mantenha na empresa e seja ampliado, aumenta a motivação da equipe (através da valorização pessoal) e impede que o mercado tenha acesso a um profissional que significa muito para os seus negócios.

Em linhas gerais, gerar profissionais mais qualificados dentro “de casa” é muito mais barato do que buscar um novo no mercado, que precisará aprender sobre todo o ambiente da empresa, se adaptar à realidade organizacional e que pode ainda trazer vícios externos que não condizem com a realidade existente. Somente quem está imerso na organização entende como ela funciona e é capaz de traçar estratégias reais e condizentes para o futuro.

Organize dados

Com profissionais informados, capacitados e alinhados com os objetivos e ideais da empresa, é muito importante manter sempre as bases de dados, planos e estratégias atualizadas e em acompanhamento.

Informações defasadas, incompletas e/ou desorganizadas, atrapalham o estabelecimento dos planejamentos de ações e atividades da empresa e, consequentemente, impedem que ela desempenhe suas funções com todo o seu potencial.

Mantenha um banco de dados acessível para todos, em constante atualização e que valorize o conhecimento real de quem domina os dados presentes. Cruze informações para, a partir disso, criar conhecimento acerca do seu negócio, do seu mercado, dos seus clientes e de todos os públicos envolvidos com a sua organização.

Todo conhecimento criado dentro da empresa só pertence a ela e é dele que sairá as melhores estratégias de crescimento, ações, melhorias em processos e, principalmente, a raiz de todos os diferenciais da organização.

Trabalhe com números e métricas

Possuindo uma base de dados bem alimentada, atualizada e confiável, é possível converter o conhecimento produzido em números e métricas. Assim, as informações passam a ser mensuradas e podem ser avaliadas ainda mais racionalmente, visando melhorias pontuais e importantes que possam ser acompanhadas durante o processo.

Mensurando processos, resultados, lucros, prejuízos e demais informações importantes para a empresa, é possível identificar pontos que precisam de reais mudanças e aprimoramentos. Além disso, o acompanhamento dessas melhorias fica muito mais visível e fácil de avaliar.

Com os dados em números, traçar estratégias se torna mais eficiente e pontual. Visando a melhoria dos números acompanhados, novas atividades e práticas podem ser desenvolvidas e, consequentemente, um planejamento financeiro se torna muito mais possível de ser realizado.

Com um bom planejamento financeiro, os recursos serão investidos onde realmente é necessário e onde o desempenho precisa melhorar. Assim, as melhorias serão visualizadas nas métricas e um ciclo de melhoras no desempenho se estabelecerá.

Inove para ter mais resultados e menos custos

Sabendo os principais pontos onde é preciso mudar para melhorar as atividades, produtos e serviços, torna-se imprescindível pensar em cada parte dos processos existentes na empresa para identificar oportunidades de inovação e aprimoramento.

Inovar não quer dizer, necessariamente, criar do zero uma nova forma de realizar as atividades da organização. Significa analisar o que já é feito e buscar alternativas, muitas vezes simples, de modificar pontos chave e proporcionar mais velocidade e agilidade, menores custos, melhoria de qualidade, perda de gargalo ou qualquer outro resultado que auxilie a empresa de forma positiva.

Aqui, as métricas se mostram extremamente necessárias. Somente através delas é que podem ser visualizadas as reais melhorias propostas ou efetivas vindas das inovações realizadas. Sem números para analisar não existe a possibilidade de entender o impacto que as medidas tomadas tiveram na empresa. Portanto, manter o sistema de métricas atualizado vai ser de grande importância para que os processos sejam aprimorados e avaliados.

Com processos aprimorados, os resultados começam a aparecer e os ganhos em agilidade, eficiência e qualidade, por exemplo, começam a se traduzir em ganhos financeiros, com melhor aplicação dos recursos e menos custos para a empresa. Isso favorece novos investimentos, mais inovações e mais melhorias, tornando tudo um ciclo que permite o crescimento contínuo e sustentável da empresa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *