Hoje é Dia de Santo Antônio, padroeiro de Sete Lagoas

Algumas amarram a sua imagem pelos pés e a colocam de cabeça para baixo. Outras roubam o Menino Jesus, colocam debaixo da cama ou mesmo mergulham em um copo cheio de água. Estas são algumas das simpatias, ou torturas, dedicadas ao Santo Casamenteiro. Mas Santo Antônio vai muito além dos casamentos e tem diversas causas em seu favor. A população de Sete Lagoas tem um carinho especial por este Santo, por ser o padroeiro da cidade.

Fernando Antônio de Bulhões nasceu em Lisboa, Portugal, em 15 de agosto de 1195. De família nobre e rica, filho único de um oficial do exército, Antônio gostava de estudar e ficar recolhido. Aos 19 anos, a contragosto do pai, entrou para o Mosteiro de São Vicente dos Cônegos Regulares, de Santo Agostinho. Franciscano, Santo Antônio tem uma intensa dedicação à Igreja Católica e inúmeros milagres creditados a ele. Além de Santo Casamenteiro, ele também é conhecido por ser o Santo dos Milagres, Protetor dos Pobres e das coisas perdidas.

Em Sete Lagoas, ao longo dos 13 dias primeiros dias de junho, os devotos fazem uma extensa programação dedicada a Santo Antônio. Durante este tempo, é realizada a tradicional Barraquinha de Santo Antônio, sempre junta à Catedral da cidade, com suas comidas tradicionais com cheiro de interior. No ponto alto da festa, no dia dos fogos e fogueira, não é difícil encontrar algumas moças com suas crenças e papéis manuscritos com a esperança de encontrar o verdadeiro amor da vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *